Artigo do Presidente da FIERN: Opinião popular

3/06/2019   13h32

Amaro Sales de Araújo, industrial, atualmente Secretário da CNI, Presidente da FIERN e da ANF.

 

A FIERN contratou a empresa CONSULT para realizar uma pesquisa, com 1.700 entrevistas distribuídas em 12 regiões do Estado, no período de 17 a 20 de maio de 2019, com o objetivo de identificar, em síntese, a avaliação, até agora, dos Governos Estadual e Federal; o grau de confiança na Imprensa, nos Militares, no Governo de Fátima Bezerra para o RN, e do Presidente Jair Bolsonaro para o Brasil, bem como, a expectativa em relação à Segurança Pública, Saúde Pública e Geração de Empregos e outros temas de interesse.

 

Pesquisa de opinião pública retrata um momento e, não raro, suscita debates. É legítimo! A investigação social afere dados e coleta informações que, muitas vezes, causam surpresas, algumas agradáveis, outras desagradáveis. Apesar da exatidão dos números, evidentemente, a análise sempre traz a carga natural de informações e conceitos que já detínhamos.

 

No caso em particular, em primeiro lugar, o interesse da FIERN é informar aos seus próprios filiados e, diante do conjunto de dados, articular a sua atuação em defesa dos interesses da indústria potiguar. A aplicação de pesquisa, neste sentido, é prática frequente e necessária. Ademais, a Federação cumpre seu papel de vanguarda na análise e estudos de caminhos para a vida potiguar, fato reiterado pela série histórica de pesquisas que já publicou.

 

Além das perguntas próprias da avaliação institucional, a pesquisa também aferiu a opinião pública em relação ao SESI, SENAI e IEL. Mais uma vez a opinião pública afirma conhecer as nossas instituições e a contribuição que cada uma oferece a educação potiguar. Em relação ao SESI e SENAI, por exemplo, a grande maioria dos entrevistados declara que conhece ou já ouviu falar a respeito. Algo em torno de 85%, ou seja, um contingente relevante. Quando avaliamos juntamente com outros dados e análises ou, dentro da mesma pesquisa, com a pergunta sobre a contribuição dada à educação pelas instituições mencionadas, o sentimento é de celebração, considerando que a grande maioria reconhece positivamente a atuação de todas as casas do Sistema FIERN.

 

Quanto ao Sistema “S” a população potiguar, com ampla maioria (70%), opinou contrariamente aos cortes anunciados pelo Governo Federal, o que é um estímulo para lutarmos, ainda mais, em favor do fortalecimento das instituições que o integram. O Sistema “S” faz bem ao País e seu acervo atua intensamente a serviço do desenvolvimento nacional.

 

No mais, foi interessante perceber, dentre os resultados da pesquisa, a força das redes sociais, sobretudo do WhatsApp, como meio de comunicação utilizado para acompanhar os acontecimentos do dia a dia. Já é o segundo meio, perdendo apenas para a Televisão. São mudanças que vão ocorrendo a partir da tecnologia e da internet, algumas das quais terão, no futuro, sérias repercussões na vida da maioria.

 

Artigo publicado no jornal Tribuna do Norte (1º de junho de 2019)

  • Juntos Pelo Desenvolvimento

  • Por uma indústria segura, saudável e produtiva.

  • Com a Indústria pela Inovação, Produtividade e Sustentabilidade.

  • Somos o elo entre o Saber e o Fazer.

  • A força do Brasil na indústria.