RN é um dos estados que têm mais empresas participando do Procompi

12/07/2017   14h02

O Instituto Euvaldo Lodi (IEL-RN) e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE-RN) lançaram nesta quarta-feira (12) a nova edição do Programa de Apoio à Competitividade das Micro e Pequenas Indústrias (PROCOMPI), que beneficiará 63 projetos no país e, destes, cinco no RN voltado para os setores de Polpas e Sorvetes, Reciclagem, Cal e Argamassa, Água Mineral, Cerâmica Vermelha e Gráfico.

 

A coordenadora nacional do PROCOMPI na Confederação Nacional da Indústria (CNI), Suzana Peixoto, enfatizou a importância de investir em qualidade e em competitividade diante do atual cenário econômico. “Nós não trazemos soluções mágica. Cada projeto tem o seu foco e precisamos ter consciência que este é o momento de conquistar novos mercados e aprimorar processos”, completou abordando a importância da consultoria técnica e de mercado ofertada pelo IEL e o SEBRAE.

 

Lançado em 2000 no Brasil – no Rio Grande do Norte há projetos sendo desenvolvidos desde 2004 – nesta 4ª edição do Procompi, a Região Nordeste é a que possui mais projetos selecionados, um total de 19. Sendo o RN e o Ceará os líderes da lista com cinco projetos cada. Os demais projetos estão distribuídos da seguinte forma no país: seis na Região Centro-Oeste, 12 no Norte, 14 no Sul e 12 no Sudeste.

 

A superintendente regional do IEL-RN, Maria Angélica Teixeira, destacou o pioneirismo do IEL-RN no Procompi. “Nós começamos como núcleo setorial, pois ainda não tínhamos o projeto consolidado. Só em 2004 foi que começamos a trabalhar como Arranjo Produtivo Local (APL). Nosso papel é articular a indústria e sensibilizar para atrair novas micro e pequenas empresas”, disse. Os principais tipos de ações apoiadas pelo programa são articulação no território, acesso ao crédito, desenvolvimento empresarial e acesso a mercados.

 

O empresário do setor de água mineral e reciclagem, Roberto Serquiz, conheceu o projeto ainda como núcleo setorial e participou de todas as edições junto com o setor de água mineral. “Este é um canal importantíssimo e fico feliz porque conseguimos emplacar três edições do Procompi. Um projeto vital de apoio, com um subsídio de 70% e que prioriza as necessidades do setor”, disse. E completou: “Individualmente dificilmente as empresas conseguiriam executar um projeto desta magnitude, mas com este sistema cooperativista conseguimos alcançar objetivos coletivos, fortalecer o seguimento e qualificar as empresas”.

 

O superintendente do SEBRAE-RN, José Ferreira de Melo Neto, destacou o desempenho do PROCOMPI no RN. “O que fazemos aqui é exemplo para as demais unidades, no sentido de acompanhar os projetos dentro das necessidades reais”. Ele enfatizou o total de recursos aportados: um milhão de reais, até R$ 300 mil por projeto.

 

Prestigiaram o evento o vice-presidente da Fecomércio, Itamar Maciel Jr; o superintendente do Banco do Nordeste em exercício, Lívio Tonyatt; o superintendente do SESI-RN, Juliano Martins; a diretora regional do SENAI-RN, Roseanne Albuquerque; o diretor técnico do SEBRAE, João Hélio, o superintendente de Estratégia e Articulação da FIERN, Hélder Maranhão; diretor de inovação da FAPERN, Júlio Resende; o diretor de operações do SEBRAE, Eduardo Viana.

 

Também participaram do lançamento presidentes de Sindicatos filiados e diretores do Sistema FIERN: Roberto Serquiz (SINDIRECICLA), Marcelo Rosado (SINECIM), Djalma Barbosa Cunha Jr. (SICRAMIRN), Vargas Soliz (SINDICER), Ricardo Valença (SINDIFRUTAS), Vinicius Costa Lima (SINGRAF), Zauleide de Queiroz Leite (SINDISORVETE), Edilson Trindade e Ivanaldo Maia de Oliveira (SINDIPAN).

  • Juntos Pelo Desenvolvimento

  • Por uma indústria segura, saudável e produtiva.

  • Com a Indústria pela Inovação, Produtividade e Sustentabilidade.

  • Somos o elo entre o Saber e o Fazer.

  • A força do Brasil na indústria.